Madeira Pequiá

By | 2021-02-05T18:58:22+00:00 05/02/2021|Categories: Sem categoria|0 Comments

Direto das mais formidáveis florestas da Amazônia, a madeira Pequiá – ou Piquiá – é símbolo de durabilidade, qualidade e beleza. Seu uso muitas vezes está atrelado ao desenvolvimento de móveis e peças de decoração, porém, suas características vão muito além da utilidade ou aparência: como todos os elementos da natureza, este material tem histórias e raízes.

A árvore Pequiá (Caryocar villosum) é típica da floresta pluvial amazônica, mas também pode ser encontrada em outras regiões como Amapá, Maranhão, Pará, Roraima, Rondônia e Mato Grosso. Cresce em solos de terra firme e pode atingir alturas de 20 a 40 metros e largura de 90 a 180 centímetros.

Além de seus lindos troncos e folhas, as árvores Pequiás produzem um fruto! Após cozido, sua polpa se torna comestível. Através da análise dos elementos deste fruto, é possível entender a etimologia do nome da árvore: derivado do tupi-guarani, “py” é espinho e “ki”, fruto.

Sua madeira é pesada, porosa, com fibras reversas e muito forte. Por contar com uma superfície áspera, manuseá-la e desenvolver peças com ela – seja com ferramentas mecânicas ou manuais – não é uma tarefa simples. O acabamento realizado com pintura, verniz e polimento apresenta ótimos resultados.

Este material se destaca também por sua incontestável beleza – suas bordas com curvas únicas e os desenhos de seus veios promovem peças inesquecíveis! Com uma durabilidade alta e resistência a fungos e cupins, esta madeira é uma boa opção para o desenvolvimento de móveis e em projetos arquitetônicos no geral.

Todo elemento da natureza guarda uma história. A madeira Pequiá é muito mais do que um material que pode ser transformado em móveis. Respeitar essa narrativa, além de promover uma relação mais saudável e correta com a natureza, engrandece nossas atividades com esta matéria-prima.

Precisa de ajuda? Fale conosco