Madeira legal x Madeira certificada

By | 2020-03-12T18:36:22+00:00 12/03/2020|Categories: Tora Brasil|Tags: , |0 Comments

Foram exportados do Brasil, no último ano, milhares de carregamentos de madeira amazônica sem a autorização do Ibama, gerando um aumento significativo da ameaça do material de possuir sua origem em terras desmatadas de forma ilegal, segundo fontes diretas à Reuters – agência de notícias britânica.

Após o alerta das autoridades alfandegárias europeias e estadunidenses ao Brasil, o presidente do Ibama, Eduardo Bim, alterou os regulamentos a fim de extinguir as autorizações para exportação que antes eram requeridas. 

Nas atuais mudanças, foi rejeitada a análise técnica de analistas do Ibama que argumentam a favor das aprovações para exportação. 

De acordo com fontes do Ibama que trabalharam de forma direta na averiguação da madeira, tais mudanças debilitam ainda mais a capacidade do país sobre o controle da exportação dessa madeira, que é, em grande parte, desmatada ilegalmente.

O posicionamento do Ibama em relação às autorizações conferidas pela Receita Federal é de que estas são apenas concedidas após referência cruzada com um sistema nacional, para supervisão da madeira com a finalidade de averiguar se sua origem é legítima.

Apesar das recentes mudanças, ainda convém ao órgão a capacidade de realizar inspeções pontuais de cargas de madeira destinadas à exportação.

Entretanto, é imprescindível ressaltar que “madeira legal” e “madeira certificada” são coisas diferentes. 

Além da documentação provida pelo Ibama (DOF) para a legalização da madeira, existe também a certificação FSC (Forest Stewardship Council), que passa ainda mais segurança em relação à origem do material, pois faz uma verificação rígida e constante sobre o manejo florestal.

Em 2015, hackers invadiram o sistema do Ibama e emitiram certificados digitais, liberando a venda de madeira que, na verdade, não estava autorizada. Por isso, comprar móveis de madeira certificada FSC pelo Conselho Brasileiro de Manejo Florestal já garante a legalização da matéria prima, além de cumprir critérios socioambientais sustentáveis e permitir a rastreabilidade do produto. 

O FSC é um selo de certificação extremamente rigoroso em relação aos padrões de desenvolvimento sustentável a longo prazo. E, claro, a Tora Brasil tem esse compromisso.

 

Fontes:

https://cryptoid.com.br/banco-de-noticias/hackers-invadem-ibama-e-com-certificado-digital-liberam-venda-de-madeira/

http://taurus.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/258583/1/DiMauro_FabioJoaoPaulo_M.pdf

https://theintercept.com/2020/03/04/ibama-salles-exportacao-madeira-nativa/

https://ver7.com.br/jornal-ver-7-brasil-exportou-milhares-de-carregamentos-nao-autorizados-de-madeir…

https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2020/03/04/exclusivo-brasil-exportou-milhares-de-carreg…

https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/sustentabilidade/madeireiros-agradecem-presidente-do-ibama…

 

Precisa de ajuda? Fale conosco