Geoffrey Bawa e seu legado arquitetônico

By | 2021-02-12T18:10:31+00:00 12/02/2021|Categories: Sem categoria|0 Comments

Conhecido por ter revolucionado a arquitetura do Sudeste Asiático, Geoffrey Bawa desenvolveu projetos marcantes. Nascido em 1919, no Sri Lanka, suas obras realçaram a beleza natural do país e, até hoje, são fruto de grande orgulho nacional.

Marcado por sua beleza natural, o Sri Lanka é uma ilha banhada pelo Oceano Índico. Colonizada em diferentes períodos pela Holanda, Inglaterra e Portugal, o país passou por um longo processo de independência e, até hoje, muitos ainda o chamam de “Antigo Ceilão”. Bawa teve um papel importantíssimo na construção de uma nova identidade para o Sri Lanka após o período de colonização.

 

Conhecido por muitos como “pai do modernismo tropical”, o arquiteto construiu dentro deste movimento peças que criavam uma harmonia entre a sensibilidade e atenção ao contexto – como a fauna e a flora – e os traços do modernismo. Todos os seus projetos dialogam com a natureza de forma singular.

Um de seus projetos mais icônicos é o Bentota Beach Hotel, desenvolvido entre 1967 e 1969, que marcou o início de um novo estilo de design de hotéis em países de climas tropicais. A forma como Bawa criou uma estrutura harmônica em meio a uma área rica em árvores e com uma linda praia como cenário é responsável por dar personalidade ao local. Mesmo tendo cada vez mais concorrentes na hotelaria de luxo e sendo comparado com construções mais modernas, seu brilho e sua história são insubstituíveis.

Sempre em sintonia com a natureza, um traço marcante de seus trabalhos é utilizar a luz natural de forma inovativa. Seus designs são dinâmicos e contam com elementos de diferentes materiais e estilos para criar um visual belíssimo.

Já o Complexo Parlamentar do Sri Lanka é uma de suas obras mais marcantes. Construído em 1982, seus traços são complementados pelo lago que o circunda. Atualmente, este projeto resume muito bem o legado de Bawa: a serenidade das águas é modificada pela obra do ser humano, porém, ainda assim, é criado algo harmônico.

Geoffrey conquistou reconhecimento em outros países, como na Índia, onde projetou o hotel “Madurai Club Extension”, e no Reino Unido, com uma exibição que contava com contribuições do arquiteto no Royal Institute of British Architects em Londres.

Usar elementos naturais em projetos requer sabedoria e um olhar aguçado para ambientes. A natureza coexiste nas criações de Geoffrey Bawa e este foi, sem dúvidas, um dos maiores legados que o arquiteto singalês deixou para o mundo.