Extração Irresponsável da Madeira e seus Impactos

By | 2022-01-06T16:33:01+00:00 20/12/2021|Categories: Sem categoria|0 Comments

O Brasil é um país lindo com uma biodiversidade enorme; a maior do mundo, e em grande parte isso se deve à floresta amazônica, que se estende por 49% do território nacional. É com certeza um dos maiores patrimônios mundiais! Corresponde à 1/3 das reservas florestais tropicais úmidas do globo, abrigando a maior quantidade de espécies da flora e da fauna, e contendo 20% da disponibilidade mundial de água. Mas ao mesmo tempo que tem uma riqueza enorme e um apreço grandioso por grande parte da população, temos também uma preocupação gigantesca com a sua preservação.

Fonte: Exame – Abril

Infelizmente, o desmatamento ilegal e a extração ilegal de madeira são uma realidade presente na região. Dos 420 milhões de hectares do bioma original amazônico, 13,8% sofreram exploração desde a vinda dos portugueses.

As causas para isso são diversas… Hoje em dia, o problema do desmatamento está muito associado à assentamentos e grilagens de terra, que não possuem um responsável legal pela área, havendo assim a ausência ou enorme dificuldade em responsabilizar criminalmente e com multas quem comete essa ilegalidade. É muito comum a entrada de madeireiros criminosos em áreas devolutas, reservas indígenas, parques e reservas nacionais e áreas privadas no intuito de roubarem madeira. Com manipulações nos sistemas e corrupção, estas madeiras são “esquentadas” e chegam no mercado consumidor “parecendo” legais.

O ciclo começa com os extratores chegando na região, derrubando as árvores, retirando todas as principais matérias primas da área e vendendo-as a preço comercial. Após isso, acontecem as queimadas para limpar o restante da terra para diferentes fins, principalmente para a agricultura e pecuária.

Não precisamos nem falar que esta prática é extremamente prejudicial para o ecossistema, não só da Amazônia, mas do mundo inteiro, sendo uma forte ameaça ao equilíbrio climático e ambiental. Segundo a World Wide Fund for Nature (WWF), a extração ilegal de madeira impacta de diversas formas o ambiente:

  • Fragmentação de todo o habitat das espécies da região;
  • Perda da grandiosa biodiversidade do nosso país;
  • Risco à extinção de espécies nativas;
  • Perda da manutenção climática prestada pela floresta;
  • Perda do ciclo hidrológico promovido pela floresta;

Nós, da Tora Brasil, muito além de termos o compromisso com o fortalecimento da extração legalizada da madeira, nos comprometemos com a preservação da floresta nativa, e consequente preservação da flora e fauna, além do desenvolvimento social e econômico. Utilizamos matéria prima proveniente de manejo florestal, além de nossas peças serem certificadas pelo selo FSC®, o selo ambiental mais reconhecido do mundo, que garante que as nossas madeiras são mesmo de manejo florestal, além de promover uma linha de produção ecologicamente adequada, socialmente justa e economicamente viável.