Consumir madeira ilegal acaba com a Amazônia

By | 2021-03-19T16:33:01+00:00 19/03/2021|Categories: Tora Brasil|0 Comments

A madeira faz parte do dia-a-dia de absolutamente todas as pessoas: móveis, utensílios domésticos e até mesmo em construções. Sua presença é inegável e, através de seu uso, surge a questão da origem da madeira, que pode ser certificada ou não. Diferenciar estes dois tipos de materiais e realizar um consumo consciente tem grande impacto no planeta.

A extração e a comercialização ilegal da madeira traz uma série de problemáticas relacionadas à preservação das florestas e à sustentabilidade como um todo. Sua prática é marcada por sua ação rápida, predatória e devastadora. No Brasil, os índices de comercialização de madeira ilegal são altos, tanto para exportação, quanto para consumo dentro do país.

“Há vários estudos sobre o tema, mas, de maneira geral, todos concluem que mais de 50% da madeira produzida na Amazônia tem origem ilegal”, afirma Carolina Marçal, da campanha para a Amazônia do Greenpeace

 Já a madeira certificada (certificação FSC®️) é muito mais segura, pois vai muito além de uma documentação do IBAMA. Com certificação FSC®️, a madeira é proveniente de um processo de manejo florestal, uma administração sustentável com um processo produtivo ecologicamente adequado, socialmente justo e economicamente viável.

Para que a empresa receba a certificação FSC®, é necessário que ela passe por uma avaliação do empreendimento florestal que apure os cumprimentos dos princípios e critérios. O processo conta com cinco etapas: contato inicial (contato entre a operação florestal e a certificadora), avaliação (análise do manejo, documentação e ponderação do campo), adequação (caso existam não conformidades), certificação da operação (recebimento da certificação) e por fim, é realizado um monitoramento anual. Atualmente, este é o selo mais reconhecido e rigoroso em todo mundo e conta com presença em 75 países.

No Brasil, a certificação florestal cria a possibilidade de um futuro mais próspero para a Floresta Amazônica e para todas outras florestas do país. É uma estratégia que demonstra resultados positivos para o combate ao desmatamento, manutenção do ecossistema da floresta como um todo – que engloba a conservação e regeneração da mata nativa e da vida silvestre -, abastecimento de água e formação do solo.

Qualquer tipo de madeira ilegal ameaça o bem-estar não só da Floresta Amazônica, mas também de ecossistemas ao redor do mundo. Nosso consumo nunca precisou ser tão consciente quanto é hoje; proteger a natureza é uma atividade que podemos exercer todos os dias e, assim, retardar o latente processo de desmatamento. É sim possível suprir nossas necessidades sem comprometer o futuro do planeta: opte por marcas com certificação FSC®, que concentrem suas energias na preservação da vida natural e na construção de um futuro mais sustentável!

Precisa de ajuda? Fale conosco